XX Semana Brasileira do Aparelho Digestivo

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

A equipe multidisciplinar sob o olhar do paciente portador de Doença Inflamatória Intestinal

Introdução

Introdução: As Doenças Inflamatórias Intestinais (DII) incluem Doença de Crohn (DC) e Retocolite Ulcerativa (RCU) que comprometem a Qualidade de Vida (QV) dos pacientes e necessitam de acompanhamento integral e multidisciplinar.

Objetivo

O estudo tem como objetivo avaliar a importância da equipe multidisciplinar sob o olhar do paciente.

Método

Métodos: Estudo transversal com inclusão de 114 pacientes. A importância da equipe multidisciplinar foi avaliada através de questionário desenvolvido para a pesquisa.

Resultados

Resultados: Avaliados 69 portadores de DC (60,53%) e 45 com RCU (39,47%), 58,77% mulheres, idade média 39,16±13,50 anos, tempo de doença 9,88±7,35 anos. Atividade clínica foi observada em 36,23% na DC e 75,56% na RCU, hospitalização previa em 63,77% na DC e 44,44% na RCU e cirurgia em 47,83% na DC e 13,33% na RCU. Terapia biológica foi mais frequente na DC (DC:82,61% vs RCU:37,78%). Todos os pacientes relataram atendimento médico com o gastroenterologista, seguido do coloproctologista (42,98%), enfermeiro (43,86%), nutricionista (47,37%) e psicólogo (48,25%). Quando questionados quais os profissionais mais importantes no atendimento, os médicos foram os mais citados (DC:98,51%; RCU:97,62%), seguidos dos enfermeiros (DC:36,23%; RCU:35,56%), nutricionistas (DC:27,54%; RCU:31,11%) e psicólogos (DC:26,09%; RCU:28,89%). Sobre a importância de cada categoria, gastroenterologista foi considerado muito importante por 91,23%, enfermeiro 66,29%, coloproctologista 62,07%, nutricionista 50% e psicólogo 47,25%. Na questão “Este profissional leva em conta minha opinião”, as respostas foram médico 49,12%, enfermeiro 18,42%, nutricionista 11,40%, psicólogo 31,58%, nenhum 29,82%. Na questão “Eu acho desnecessário passar em atendimento com este profissional”, as respostas foram: médico 6,14%, enfermeiro 5,26%, nutricionista 9,65%, psicólogo 16,67%.

Conclusão

Conclusão: A maioria dos pacientes refere o médico como o mais importante da equipe, desconhecendo a atuação dos outros profissionais. Quase um terço dos pacientes refere que nenhum dos profissionais leva em conta sua opinião no tratamento, fator que pode impactar na adesão e na qualidade do atendimento. Uma parcela dos pacientes acha desnecessário passar com alguns profissionais da equipe, incluindo o médico. É importante que o médico descentralize o atendimento para os outros membros da equipe, tornando a rotina dos atendimentos dinâmica e integralizada, fornecendo aos pacientes atendimento holístico, humanizado e compartilhado.

Palavras-Chave

Doença Inflamatoria Intestinal; Doença de Crohn; Retocolite Ulcerativa; Equipe; Multidisciplinar

Área

Gastroenterologia - Intestino

Autores

Giedre Soares Prates Herrerias, Jaqueline Ribeiro Barros, Renata Medeiros Dutra, Rogerio Saad-Hossne , Julio Pinheiro Baima, Ligia Yukie Sassaki