XX Semana Brasileira do Aparelho Digestivo

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Internações por Diverticulite no Brasil de 2014 a 2020: um estudo epidemiológico

Introdução

Diverticulite é definida como uma inflamação, que pode ou não ter infecção, de um ou mais divertículos, tendo como origem no intestino grosso.

Objetivo

O presente trabalho tem por objetivo descrever o perfil epidemiológico de internações por Diverticulite entre 2014 e 2020 no Brasil, considerando a faixa etária, o gênero e a região.

Método

Realizou-se estudo epidemiológico retrospectivo utilizando a base de dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), no mês de março de 2021, filtrando por sexo, faixa etária e internações no período de 2014 a 2020.

Resultados

De 2014 a 2020, ocorreram 61.230 internações por Diverticulite. Sendo 59% (36.477) na região Sudeste, 22% (13.537) na Sul, 10% (5.960) na Nordeste, 6% (3.681) na Centro-oeste e 3% (1.575) na Norte. Por sexo, 47% (28.806) internações foram masculinas e 53% (32.424) femininas. Por faixa etária, 1,5% (954) internações ocorreram entre 0 a 9 anos, 1% (713) de 10 a 19 anos, 2,5% (1.564) de 20 a 29 anos, 6% (3.850) de 30 a 39 anos, 12% (7.321) de 40 a 49 anos, 21% (12.012) de 50 a 59 anos, 24% (14.988) de 60 a 69 anos, 20% (12.557) de 70 a 79 anos e 12% (7.271) com 80 anos ou mais

Conclusão

No período estudado, a região Sudeste apresentou prevalência quanto às regiões brasileiras no número de internações. Ainda, o sexo feminino teve mais registro de internados do que o masculino. Por fim, quanto à faixa etária, adultos entre 30 a 59 anos e idosos entre 60 a 69 anos predominaram nos casos estudados de internações hospitalares por Diverticulite no Brasil.

Palavras-Chave

Diverticulite; epidemiologia; Brasil

Área

Gastroenterologia - Intestino

Autores

Bárbara Franccesca Brandalise Bassani, Andrei Leonardo Schuster, Paulo Roberto Cardoso Consoni