XX Semana Brasileira do Aparelho Digestivo

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

MANIFESTAÇÕES REUMATOLÓGICAS NA COLANGITE BILIAR PRIMÁRIA (CBP).

Introdução

CBP é uma doença colestática crônica que leva a cirrose. Há poucos dados sobre o impacto das manifestações reumatológicas na CBP

Objetivo

Avaliar o impacto das doenças autoimunes reumatológicas na apresentação e resposta ao tratamento em pacientes com CBP.

Método

Foram incluídos pacientes com CBP em acompanhamento em clínica especializada. Análise estatística foi realizada pelos testes de Mann-Whitney e de Wilcoxon.

Resultados

Foram incluídos 31 pacientes, sendo 30 (96,8%) mulheres. Fadiga e prurido foram os sintomas mais comuns, presentes em 16 (51,6%) e 8 (25,8%), respectivamente. Associação com doenças reumatológicas em 9 (29%) pacientes. Sjogren 4 (12,9%); AR 4 (12,9%); Raynaud 3 (9,7%); Espondilite anquilosante 1 (3,2%). AMA positivo em 27 (87%). Todos os pacientes foram tratados com AUDC. Na apresentação do quadro, a proporção de cirrose foi semelhante entre os pacientes com e sem manifestação reumatológica: 5/9 (55,6%) e 10/22 (45,5%), respectivamente (p = 0,704). Quanto aos parâmetros de função hepática, houve diferença significante nos níveis de bilirrubina: 2,15 x 4,7 mg/dL (p = 0,019), mas não de RNI 1,0 x 1,0 (p = 0,291) ou albumina 4,0 x 3,7 g/dL (p = 0,591), para pacientes sem e com doença reumatológica, respectivamente. Na comparação ao longo do tempo, entre os períodos pré e 1 ano pós-tratamento, para os 15 pacientes sem manifestação reumatológica, observou-se queda significante dos valores para todas as enzimas hepáticas: AST 2,30 x 0,95xLSN (p = 0,001); ALT 3,28 x 1,00xLSN (p = 0,001); FA 2,67 x 1,50 xLSN (p = 0,004); GGT 9,77 x 2,29 xLSN (p = 0,003). Por outro lado, para os 6 pacientes com manifestação reumatológica, não observou-se diferença significante para a enzima FA: AST 4,88 x 0,96xLSN (p = 0,046); ALT 4,07 x 0,80xLSN (p = 0,046); FA 2,09 x 1,58 xLSN (p = 0,173); GGT 15,93 x 4,11 xLSN (p = 0,043). Quanto à função hepática, não houve alteração nos parâmetros, tanto para pacientes sem manifestação reumatológica: bilirrubina 2,0 x 1,2 mg/dL (p = 0,191); RNI 1,0 x 1,0 (p = 0,068) e albumina 4,0 x 4,0 g/dL (p = 0,859); quanto para aqueles com estas manifestações: bilirrubina 4,7 x 2,2 mg/dL (p = 0,173); RNI 1,0 x 1,0 (p = 0,180) e albumina 3,7 x 4,0 g/dL (p = 0,197)

Conclusão

: Pacientes com manifestações reumatológicas tiveram menor resposta ao tratamento da CBP, sendo um grupo que merece atenção especial para estratégias terapêuticas alternativas.

Palavras-Chave

colangite biliar primaria;doenças hepáticas autoimunes

Área

Gastroenterologia - Fígado

Autores

Felipe Oliveira Carvalho, Luiza Lacks Diogo, Lucas Oliveira Carvalho, Mauricio Ferreira Carvalho, Elze Maria Gomes OLIVEIRA