XX Semana Brasileira do Aparelho Digestivo

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Expressão de MicroRNA na Doença Inflamatória Intestinal

Introdução

MicroRNAs (miRNAs) são moléculas de RNA não codificantes compostas por aproximadamente 19-25 nucleotídeos que são capazes de regular a expressão gênica. Estão envolvidos em funções biológicas, como desenvolvimento embrionário, proliferação, diferenciação celular, metabolismo, apoptose e resposta ao estresse. As doenças inflamatórias intestinais (DII), como a retocolite ulcerativa (RCU) e a doença de Crohn (DC), são caracterizadas por inflamação intestinal crônica e em estudos descobriu-se que os miRNAs estão envolvidos em sua patogênese, podendo servir como biomarcadores diagnósticos e alvos terapêuticos. Entretanto, o real papel dos miRNAs na DII não é totalmente compreendido, e acredita-se que alguns miRNAs podem ser comuns a ambas as doenças, enquanto outros são exclusivos de cada uma, dependendo da gravidade da atividade da doença e do tecido analisado .

Objetivo

Caracterizar os miRNAs expressos em DII para melhor compreender seu papel no diagnóstico e prognóstico dessas doenças.

Método

Revisão da literatura.

Resultados

Mudanças na expressão de miRNA em pacientes com DII foram descritas pela primeira vez por Wu et al. em 2008, com aumento na expressão de oito miRNAs (Let-7f, miR-16, miR-21, miR-23a, miR-24, miR-29a, miR-126 e miR-195) e uma diminuição no expressão de três miRNAs (miR-192, miR-375 e miR-422b) em amostras de tecido colônico de pacientes com RCU ativa. MiRNAS com expressão diferente entre DC e RCU estão foram encontrados, entre eles pode-se citar: let-7i, miR-7, miR-9, miR-16, miR-19a, miR-21, miR-22, miR-23b, miR-29a, miR-29b, miR-29c, miR-30a, miR-30b, miR-30c, miR-31, miR-34c-5p, miR-101, miR-106a, miR-126, miR-127-3p, miR-130a, miR-133b, miR-141, miR-146a, miR-146b-5p, miR-150, miR-155, miR-181c, miR-191, miR-196, miR-196a, miR-206, miR-223, miR-301a, miR-324-3p, miR-328, miR-422a, miR-449b, miR-594, miR 663, miR 885-5p, let-7b, miR-10a, miR-18a, miR-19b, miR-26a, miR-140-3p, miR-143, miR-192-5p, miR-194b, miR-203, miR-216b, miR-320a, miR-320b, miR-320c, miR-375, miR-548e, miR-559, miR-629.

Conclusão

Diferenças na expressão de miRNAs em pacientes com RCU e DC são relevantes a partir do momento em que levam ao surgimento de biomarcadores para alvos diagnósticos e terapêuticos, visando melhorar o manejo da DII; entretanto, estudos maiores e mais consistentes são necessários para sua implementação na prática clínica.

Palavras-Chave

MicroRNA; Doença Inflamatória Intestinal; doença de Crohn; Retocolite Ulcerativa

Área

Gastroenterologia - Intestino

Autores

Thais Gagno Grillo, Ana Elisa Valencise Quaglio, Rodrigo Fedatto Beraldo, Talles Bazeia Lima, Julio Pinheiro Baima , Luiz Claudio Di Stasi , Ligia Yukie Sassaki