XX Semana Brasileira do Aparelho Digestivo

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Cisto de Todani: relato de caso de paciente idosa com conduta expectante

Apresentação do Caso

MRN, 86 anos, encaminhada à Gastroenterologia por dor abdominal em cólica pós prandial, em hipocôndrio direito e epigástrio, intermitente. Associada a pirose diária, estufamento e melhora com eructação. Sem perda ponderal, febre, prurido, icterícia, colúria ou acolia fecal. Hábito intestinal preservado. Hipertensa e asmática. Anemia crônica prévia sem etiologia definida. Durante seguimento, necessitou de internação hospitalar devido hemorragia digestiva alta secundária à úlcera de Cameron, provável causa da anemia ferropriva. Medicada com inibidor de bomba de próton com melhora do quadro. Colecistectomia há 15 anos. Ao exame físico, eutrófica, normotensa, hipocorada +/4+, abdome globoso com cicatriz em hipocôndrio direito, sem dor ou visceromegalias à palpação. Exames laboratoriais com anemia, sem alterações de bioquímica hepática. Realizada ressonância abdominal e colangioressonância com dilatação das vias biliares intra e extra-hepáticas; dois pequenos cálculos localizados no ducto hepático comum de 0,7cm e coto do ducto cístico de 0,6cm não obstrutivos; sugerindo Cisto de Todani IV como diagnóstico diferencial. Em ecoendoscopia, papila duodenal abaulada; dilatação das vias biliares intra e extra-hepáticas; sugerindo Cisto de Todani IV associado a coledocolitíase e projeção polipóide na porção intra-ampolar do colédoco distal. Avaliada pela equipe da cirurgia do aparelho digestivo e optado em conjunto por tratamento conservador visto dor controlada, ausência de alteração clínico-laboratorial compatível com obstrução da via biliar e idade da paciente.

Discussão

Cistos biliares são dilatações únicas ou múltiplas da árvore biliar sem presença de obstrução aparente. Mais comuns no sexo feminino e 3/4 dos pacientes apresentam diagnóstico na infância, alguns durante o período fetal, sugerindo origem congênita. 1/4 dos pacientes são diagnosticados na idade adulta, apresentando como sintoma mais comum dor abdominal. A classificação de Todani categoriza os cistos em 5 tipos, sendo o tipo I encontrado em 80-90% dos casos. No caso desta paciente, diagnosticou-se cisto tipo IV, dividido em IVa e IVb, que é encontrado em 15 a 35% dos casos. Os cistos biliares são raros e sugere-se ressecção cirúrgica pelos riscos a longo prazo, como infecções e câncer das vias biliares.

Comentários finais

A abordagem cirúrgica é o tratamento de escolha frente ao diagnóstico de cistos biliares. Entretanto, cada caso deve ser avaliado considerando desenvolvimento de complicações e riscos cirúrgicos.

Palavras-Chave

Cisto de Todani; cistos biliares; câncer de vias biliares

Área

Gastroenterologia - Pâncreas e Vias Biliares

Autores

Vivian Souza Menegassi, Carla Zanelatto Neves, Daniela Estephany Delgado Guevara, Elisa Cantú Germano Dutra, Karoline Kuhnen Fonseca, Jandir Santos Silva, Livia Machado Scridelli, Otávio Marcos Silva, Gabriela Cavalli, Débora Silva Lazzarin, Sarah Sayuri Tiemi Rodrigues