XX Semana Brasileira do Aparelho Digestivo

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Gastroenterite eosinofílica

Apresentação do Caso

Feminina, 26 anos, sem comorbidades prévias, admitida por dor e distensão abdominal difusa, ascite volumosa, pirose retroesternal e diarreia líquida de evolução há duas semanas. Negava uso de medicamentos antes do início do quadro. Laboratório com hemograma caracterizado por 9000 leucócitos com eosinofilia de 999 células (11%), plaquetas 346000/µL, albumina sérica 3,37g/dL, bilirrubinas totais 0,3mg/dL, AST: 14UI/L, ALT: 9UI/L. Líquido ascítico com 1277 células com 73% de eosinófilos, gradiente albumina-soro-ascite 0,69. Exame protoparasitológico e coprocultura sem evidência de germes. Ultrassom de abdome: ascite acentuada sem sinais de hepatopatia crônica. EDA: ausência de sinais de hipertensão portal, biópsia esofágica com 30 eosinófilos/CGA em terço distal de esôfago. Ileocolonoscopia com biópsias mostrando 25 eosinófilos/CGA em íleo terminal, 40 eosinófilos/CGA em cólon direito e 15 eosinófilos/CGA em cólon esquerdo. Iniciou tratamento com prednisona 40mg/dia por duas semanas, com posterior desmame para 20mg/dia por duas semanas. Evoluiu com resolução dos sintomas.

Discussão

As gastroenterites eosinofílicas são patologias caracterizadas por infiltração de eosinófilos em estômago e intestinos. As manifestações clínicas são diversas, a depender da localização e extensão do processo inflamatório nos órgãos envolvidos. Clinicamente se manifesta conforme a camada afetada da parede gastrointestinal. A apresentação clínica do caso acima acontece principalmente quando a infiltração acomete a camada subserosa. O diagnóstico da gastroenterite eosinofílica com ascite é feito com a comprovação da presença de eosinófilos em uma ou mais partes do tubo digestivo, associado a ausência de parasitose ou doença extraintestinal. Na presença de ascite, ocorre exsudato com alto nível de eosinófilos. Em sangue periférico, a eosinofilia costuma ser acentuada. O tratamento é feito com glicocorticoides com ótima resposta, podendo a dose ser diminuída paulatinamente até a melhora dos sintomas.

Comentários finais

Os distúrbios eosinofílicos são raros e podem se manifestar de diversas maneiras. A gastroenterite eosinofílica com ascite pode ser a única apresentação clínica inicial, exigindo alta suspeita com correlação laboratorial e anatomopatológica, impactando no diagnóstico e tratamento precoces.

Palavras-Chave

Gastroenterite eosinofílica, eosinófilos, ascite.

Área

Gastroenterologia - Intestino

Autores

Rôniki Clean Sá Florencio, Edla Polsinelli Bedin Mascarin do Vale, Lara Veiga Freire, Livia Jayme Paulucci, Daniela Silva Galo, Vanessa Madrid Vivo