XX Semana Brasileira do Aparelho Digestivo

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

INTERNAÇÕES POR DIARREIA E GASTROENTERITE INFECCIOSA: ANÁLISE DE DESFECHO NO BRASIL DE 2010-2020

Introdução

Diarréia aguda tem etiologia presumivelmente infecciosa (viral, bacteriana ou parasitária), provocando má absorção de água e eletrólitos pelo aumento do número de evacuações. Como consequência, destaca-se a desnutrição e a desidratação, que representam as principais causas de óbito.

Objetivo

Analisar as internações por diarreia e gastroenterite infecciosa pelo SUS no Brasil nos período de 2010 a 2020.

Método

Estudo descritivo e retrospectivo sobre o número de Autorizações de Internação Hospitalar (AIH) por diarreia e gastroenterite de origem infecciosa presumível no Brasil de 2010 a 2020. Os dados foram obtidos pelo DATASUS. As variáveis utilizadas foram número de AIHs aprovadas, média de permanência, cor/raça e taxa de mortalidade (TM) e faixa etária.

Resultados

Constatou-se 1.663.681 internações no período. Crianças representaram grande parte das AIHs, principalmente abaixo de 9 anos de idade. A faixa etária com maior número de internações foi entre 1 e 4 anos (27,8%), seguido de pacientes entre 5-9 anos (11,05%) e menores de 1 ano (10,58%). A faixa etária menos acometida foi a de pacientes entre 15 e 19 anos, com 65.274 casos (3,9%). O tempo médio de internação foi de 3,1 dias, com o maior período entre os maiores de 80 anos (3,7 dias) e o menor entre a faixa etária de 15 a 19 anos (2,7 dias). Constatou-se um crescimento paralelo da TM a partir dos 5 anos com o aumento da idade dos pacientes. A TM total encontrada foi de 0,74%, sendo 7x maior nos pacientes acima de 80 anos (5,14%). A menor TM foi identificada nos pacientes entre 5 e 9 anos (0,03%). Quanto à cor/raça informadas, 64,84% eram pardos, 29,26% brancos e 2,65% pretos.

Conclusão

Crianças entre 1 e 4 anos tiveram o maior número de internações por diarreia e gastroenterite infecciosa, com prevalência dos pacientes pardos. O tempo de internação médio foi de 3,1 dias, enquanto a TM apresentou-se crescente com o aumento da idade, sendo os pacientes com mais de 80 anos com o maior risco.

Palavras-Chave

Diarreia, gastroenterite infecciosa

Área

Gastroenterologia - Intestino

Autores

Nicolle Mesquita Salvadori, Nathália Borelli, Larissa Roberta Negrão, Gabriela Kohl Hammacher, Pietra Bravo Araújo, Francisco Costa Beber Lemanski, Luca Crespi Corradi, João Vitor Barcellos Zin, Gabriel Tarasconi Zanin, Victor Vasconcelos da Silva