XX Semana Brasileira do Aparelho Digestivo

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Pseudoaneurisma da artéria hepática esquerda como causa rara de hemorragia digestiva alta

Apresentação do Caso

Mulher, 52 anos, hipertensa, com queixa de dor abdominal em quadrante superior direito, associado a náuseas e vômitos. Exames laboratoriais com anemia leve, sem evidência de infecção, perfil hepático sem alterações. Ultrassonografia abdominal com massa localizada na cabeça do pâncreas sugerindo lesão expansiva e vesícula biliar escleroatrófica em porcelana. Tomografia de abdome com dilatação aneurismática da artéria hepática comum com trombo mural, além de vesícula biliar com cálculos, sem dilatação das vias biliares. Encaminhada para acompanhamento com cirurgia vascular com proposta de intervenção do aneurisma e posterior colecistectomia. Intercorreu com hematêmese e melena, sendo transferida para Santa Casa de Belo Horizonte para propedêutica. Endoscopia digestiva alta com abaulamento no bulbo duodenal com orifício central ulcerado, com saída de bile e sangue vivo. Após hemostasia endoscópica, foi solicitado angiotomografia de abdome que mostrou artéria hepática esquerda com origem e trajeto habitual e dilatação focal com paredes bem definidas, conteúdo hemático com continuidade com o bulbo duodenal e íntimo contato com colédoco, caracterizando pseudoaneurisma. Realizado embolização. Posteriormente, a paciente foi submetida a colecistectomia, evoluindo com estabilidade clínica até a alta hospitalar.

Discussão

Hemobilia é uma condição rara de hemorragia digestiva alta, e dificilmente causada por pseudoaneurismas, sendo o da artéria hepática direita o mais comum. A principal causa é iatrogênica, podendo decorrer de intervenções hepatobiliares endoscópicas e cirúrgicas. Os sinais e sintomas variam com a etiologia e a quantidade da hemorragia, porém os mais comuns são dor abdominal no quadrante superior direito, icterícia e sangramento gastrointestinal superior. O padrão-ouro para o diagnóstico, também utilizado para terapêutica, é a angiografia hepática, sendo a embolização transarterial o método padrão-ouro para a hemostasia. É importante analisar e descrever novos casos, fazendo a correlação com o que já existe na literatura e contribuindo para um melhor manejo do paciente.

Comentários finais

Pseudoaneurisma de artéria hepática esquerda é um diagnóstico raro com poucos casos relatados na literatura. A avaliação adequada e diagnóstico precoce para controle oportuno do sangramento é de extrema importância para os pacientes, sendo a embolização transarterial eficaz e segura.

Palavras-Chave

Hemorragia digestiva, pseudoaneurisma, hemobilia, artéria hepática, embolização

Área

Gastroenterologia - Miscelânea

Autores

Maressa Sales Valentim, Flávia Lage Gonçalves, Rilmara Carolina Pereira do Nascimento, Rebecca Rodrigues Bergamaschini Paim, Flávio Fonseca Gonçalves, Jéssica Lemos Ramos Antunes