XX Semana Brasileira do Aparelho Digestivo

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

RELATO DE CASO: DOENÇA DE CROHN ASSOCIADA A ADENOCARCINOMA.

Apresentação do Caso

Este relato foi tecido seguindo uma lógica retrospectiva, sendo realizada a análise do caso de uma paciente de 67 anos, sexo feminino, tabagista, com diagnóstico de DC há 21 anos, de caráter intermitente, com cinco episódios de remissão e agudização, sendo que evoluiu com quadro estenosante em 2019, com necessidade de ressecção cirúrgica (enterectomia parcial). O laudo anatomopatológico da peça ressecada identificou adenocarcinoma em região de íleo distal, porém não houve necessidade de complementação terapêutica com radioterapia ou quimioterapia. A paciente complicou com deiscência do estoma suturado, o que implicou na confecção de colostomia em fossa ilíaca esquerda, assim como, posteriormente, também complicou com aparecimento de fístula enterocutânea. Atualmente, a paciente encontra-se assintomática, aguarda cirurgia para reconstrução do trânsito intestinal e correção da fístula. No que tange ao tratamento farmacológico, a paciente está em uso de adalimumabe, azatioprina, prednisolona e loperamida.

Discussão

A Doença de Crohn (DC) é uma enfermidade inflamatória que pode acometer toda a extensão do trato gastrointestinal, de caráter multifatorial, com maior incidência no sexo feminino, influenciável por hábitos de vida do indivíduo, fatores genéticos, e até mesmo, pela composição da microbiota intestinal. Além disso, é dado que pacientes com DC possuem maior risco do desenvolvimento, embora raro, do adenocarcinoma de intestino delgado, sendo que o prognóstico desta associação depende do momento do diagnóstico, de fatores associados com comprometimento da integridade do tubo digestivo e do tratamento específico empregado. Comparada a população em geral, portadores de DC apresentam maior incidência de neoplasias do Trato Gastrointestinal, sendo assim, a vigilância clínica deve ser perene no decorrer de evolução da doença.

Comentários finais

A paciente segue em acompanhamento nos ambulatórios de Gastroenterologia e de Cirurgia do Aparelho Digestivo, para vigilância clínica e seguimento terapêutico. Espera-se com este estudo, um fomento à comunidade científica médica com intuito de pormenorizar e melhor explorar entidades nosológicas de incidência rara, para promover um impacto positivo nos resultados terapêuticos dos pacientes que as têm.

Palavras-Chave

Doença de Crohn, Adenocarcinoma, Epidemiologia, Prognóstico.

Área

Gastroenterologia - Intestino

Autores

Vitória Felice Camargos, Cinthya Layssa Silva Mororó, Letícia Maria Silva Goulart, José Rubens de Andrade